Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Família

por Peças de Família, em 15.05.16

2016_dia da familia.jpg

 

Hoje celebra-se o Dia Internacional da Família.


Todos nós temos uma definição muito particular e individual do que é isto de nascermos, crescermos e vivermos no seio de uma família, partilhando, contudo, a ideia de que a família tem um papel muito importante nas nossas vidas. É nela que estabelecemos as primeiras relações interpessoais, é nela que aprendemos a comunicar, que descobrimos o que é isto do amor, dos afectos e, também, da frustração e do sofrimento. Foram as vivências e experiências que vivemos na nossa família que deram corpo ao sentimento de sermos quem somos e de pertencermos àquela e não a outra qualquer família.


Não existem duas famílias iguais. Mas tal como no nosso percurso individual, onde podemos identificar diferentes etapas (nascemos, crescemos, vamos para a escola, integramos o mercado de trabalho, constituímos a nossa própria família, etc.), também na vida de cada família ocorre uma sequência, mais ou menos previsível, de acontecimentos geradores de mudanças que conduzirão a uma readaptação e reorganização do sistema familiar, imprescindíveis de acontecer, de forma a que a família consiga ultrapassar os desafios inerentes a uma nova fase. A esta sequência dá-se o nome de ciclo vital da família, que contempla as seguintes etapas:


1ª etapa – Formação do casal
A família nasce nesta etapa. O novo casal tem pela sua frente um mundo de descobertas, ao mesmo tempo que se depara com os seguintes desafios:
- Estabelecimento de compromisso (que não tem que ser legal ou de caráter religioso);
- Criação de uma relação conjugal mutuamente satisfatória, onde exista espaço para o Eu, o Tu e o Nós;
- Negociação e estabelecimento das normas, regras, limites e fronteiras do casal;
- Realinhamento das relações com as famílias de origem e os amigos de modo a incluir o cônjuge.

 

2ª etapa – Família com filhos pequenos
Com o nascimento do primeiro filho inicia-se uma nova fase no ciclo vital da família, com os seguintes desafios:
- Ajustamento da relação de casal de maneira a criar espaço para o/a filho/a, com todas as suas necessidades físicas, psicológicas e afectivas;
- Assumir os papéis parentais e harmonização dos mesmos estre o casal;
- Realinhamento das relações com as famílias de origem, a fim de incluir os avós, tios, primos, etc.

 

3ª etapa – Família com filhos na escola
A entrada do filho mais velho na escola marca o início de uma nova etapa no ciclo de vida da família. Com ela novas experiências e exigências se colocam aos seus elementos:
- Os pais passarão a assumir novas responsabilidades, inerentes ao processo de aprendizagem do/a seu/sua filho/a, que agora terá acesso ao “conhecimento dos grandes”.
- Com a entrada para a escola inicia-se o processo de separação entre pais e criança, que culmina na adolescência;
- Verifica-se uma maior abertura do sistema familiar ao exterior, através do relacionamento com a escola, agentes educativos e outras famílias que se encontram na mesma fase, estando a família mais “exposta” a comparações, competições e à pressão das expectativas sociais.

 

4ª etapa - Família com filhos adolescentes
Muitas vezes associada a aspetos negativos, como: rebeldia, conflitos, desobediência, excessos, consumos e uma comunicação difícil, a entrada na adolescência é geralmente encarada pela família com alguma apreensão e ansiedade.
- Os pais terão a difícil tarefa de encontrar o equilíbrio entre liberdade e responsabilidade, devendo ocorrer uma flexibilização dos limites;
- Mudança na relação pais-filhos - preparação para a saída do/a adolescente do sistema familiar;
- Verifica-se uma recentração nos aspetos da vida conjugal, pessoal e nas carreiras profissionais;
- Início da função de suporte à geração mais velha.

 

5ª etapa - Família com filhos adultos
Chegamos assim à última etapa do ciclo de vida da família, mais conhecida pela fase do ninho vazio. Não devendo ser encarada como o fim de alguma coisa, esta é uma etapa de redescoberta e reconstrução. Assim, os seus principais desafios são:
- Permitir a separação e o “lançamento” dos filhos no exterior;
- Reconstrução da relação de casal;
- Redefinição da relação com os filhos, tratando-se agora de uma relação adulto-adulto;
- Inclusão de novos elementos na família (noras, genros, compadres, netos, etc.)
- Adaptação à reforma e ao envelhecimento.

 

Todas as fases do ciclo de vida da família comportam desafios, reajustamentos, dificuldades e algum stress para a família. Por vezes iniciam-se crises e surgem problemáticas, que podem parecer de difícil resolução. A terapia familiar e de casal auxilia a família na procura de novas alternativas e soluções, evidenciando a competência da mesma na resolução dos seus problemas e apoiando-a no seu percurso e desenvolvimento. porque uma família nunca deixa de o ser e é nela que encontramos o maior e melhor amor de sempre e para sempre.

 

Bom Dia Internacional da Família, em Família.

 

Manuela Silveira
Peças de Família

 

Para marcação de consultas de terapia familiar e de casal, por favor, contacte-nos através de mensagem pelo facebook ou pelo e-mail pecas.familia@sapo.pt.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.







Pesquisar

  Pesquisar no Blog